Ônibus autônomo vai circular em Brasília ainda este ano

ônibus autônomo (iStock-Olhar Digital)
Compartilhe com seus seguidores

Projeto é parceria entre o governo do DF e uma empresa do Vale do Silício; veículo deve começar a circular ainda neste segundo semestre

Quando foi criada, em 1960, Brasília ganhou o selo de modernidade por seu inovador, para a época, projeto arquitetônico. Seguindo a fama que a acompanha desde quando foi fundada, o Governo do Distrito Federal (GDF) lançou um plano para tornar a capital federal a primeira cidade inteligente da América Latina. O primeiro passo para o futuro será na mobilidade urbana, com a chegada de um ônibus autônomo para transportar pessoas pela Esplanada dos Ministérios.


O projeto é uma parceria entre o GDF e uma empresa do Vale do Silício, nos Estados Unidos, cujo nome ainda não pode ser revelado. O plano faz parte da tendência mundial de expandir a internet das coisas, tecnologia de conexão e interação de objetos do cotidiano entre si e com os usuários, através de sensores inteligentes e softwares de transmissão de dados.

As negociações em torno do ônibus autônomo estão em andamento e o contrato do GDF com a companhia deve ser fechado nos próximos 60 dias. A previsão é que o veículo comece a circular em Brasília ainda neste segundo semestre.

O próximo passo do DF será implementar um sistema de transporte inteligente, que resulte em uma mobilidade urbana mais segura e tranquila, evitando acidentes e facilitando o fluxo de veículos. Segundo o secretário de Ciência e Tecnologia de Brasília, Gilvan Máximo, a intenção é ampliar a proposta para toda a cidade.

"Os próximos encontros servirão para conhecer a tecnologia. Será um projeto piloto para avaliar a expansão posteriormente. O ônibus será completamente autônomo, sem a necessidade de motorista ou qualquer outro funcionário. O software já foi desenvolvido, e o trajeto simples da Esplanada é ideal para testá-lo", informa o secretário.

Veículos elétricos também fazem parte do projeto do GDF. A administração de Brasília e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) fizeram parceria para disponibilizar 16 carros do modelo Twizy, da marca Renault, para uso por servidores distritais. O DF também vai disponibilizar 35 eletropostos para recarga gratuita dos automóveis, como um modo de incentivo à troca de carros à combustão pelos elétricos.

Com o ônibus autônomo e os veículos elétricos, Brasília será uma verdadeira oficina de testes a céu aberto de como a tecnologia inteligente pode melhorar a mobilidade urbana.

Via: Correio Braziliense

transporte Mobilidade internet das coisas carros autônomos carros e tecnologia cidades inteligentes carros elétricos mobilidade urbana
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.