Bugatti quebra o recorde de velocidade com um carro comercial

Bugatti Chiron (Bugatti / Divulgação)
Compartilhe com seus seguidores

Bugatti Chiron "levemente modificada" chegou a quase 500 Km/h em pista de testes da Volkswagen na Alemanha

A Bugatti bateu na semana passada o recorde mundial de velocidade com um carro em produção. Dirigida pelo piloto Andy Wallace, vencedor do Grande Prêmio de Le Mans em 1988, uma Bugatti Chiron ?levemente modificada? chegou a impressionantes 490,484 Km/h.
 
Entre as modificações no carro estão um novo kit aerodinâmico, um motor ligeiramente turbinado com 1.578 HP (contra 1.500 do original de fábrica) e versões especiais dos pneus Michelin Pilot Cup 2, capazes de suportar mais de 4.100 rotações por minuto.
 
Para se ter uma idéia, uma Chiron ?de fábrica? tem a velocidade máxima eletronicamente limitada a 420 Km/h, o que já a tornava o carro em produção mais rápido do mundo. O motivo da limitação são justamente os pneus, que podem explodir em velocidades mais altas. Por isso, antes das tentativas de quebra do recorde todos os pneus usados foram cuidadosamente analisados com um equipamento de Raios-X, para se certificar de que não havia falhas estruturais.
 
Foram 5 dias de testes na pista da Volkswagen em Ehra-Lessien, na Alemanha, que tem uma reta de 8,5 Km de extensão. O recorde só veio no quinto dia, quando Wallace conseguiu ?confiança? no carro para tentar superar a marca anterior. O feito, claro, foi documentado em vídeo. Veja abaixo:
 
 
Se você quer ter o privilégio de dirigir o carro mais rápido do mundo, é melhor economizar. Uma Bugatti Chiron custa ?a partir de? 2.4 milhões de Euro, o que dá aproximadamente R$ 11 milhões.
 
Fonte: Ars Technica.

Velocidade carro Volkswagen Recorde
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.