Menu
Editorias

Carros elétricos devem triplicar participação no mercado Europeu

Carros elétricos (asharkyu/Shutterstock)
Compartilhe com seus seguidores

Pesquisa aponta que, além de medidas tomadas pela União Europeia, pandemia de Covid-19 tem participação em alta das vendas

Os veículos elétricos têm ganhado cada vez mais espaço com os usuários. Uma prova disto é que, no primeiro semestre de 2020, os modelos movidos a energia elétrica representaram 8% das vendas na Europa. Esse número representa o triplo da participação no mercado se comparado com o mesmo período do ano anterior, segundo a ONG Transporte e Meio Ambiente (T&E).


A análise ainda aponta que, apesar de a pandemia de coronavírus tenha feito as vendas gerais de veículos despencar, o mesmo não aconteceu com os modelos elétricos, com crescimento em comercialização e participação no mercado. As vendas ainda devem dobrar neste ano, chegando a um milhão de unidades.

Segundo a T&E, o aumento das vendas no continente se deve também aos padrões mais rígidos de emissões imposto pela União Europeia. As medidas entraram em vigor neste ano, além de alguns países, como Alemanha e França, ofereceram incentivos para compras de veículos elétricos. Com isso, é esperado que a participação desses modelos no mercado chegue a 10% ainda em 2020.

Veículos elétricos aumentam a participação no mercado europeu. Foto: Smile Fight/Shutterstock

A European Automobile Manufacturers' Association (Acea) afirmou também que as vendas de carros elétricos foram impulsionadas por esquemas de apoio para promover a recuperação econômica dos países por conta da pandemia de Covid-19. Por conta disso, a associação acredita que a tendência pode não ser algo de longo prazo.

"É difícil fazer qualquer previsão sobre mudanças futuras de longo prazo no comportamento do consumidor a partir de tal crescimento 'artificial' impulsionado por subsídios", destacou a Acea.

Novas baterias podem ter recarga instantânea em veículos elétricos

Pesquisadores na China desenvolveram uma nova formulação para baterias que poderá permitir a construção de carros elétricos que poderão ser recarregados muito mais rapidamente que os modelos atuais. Tão rápido quando o tempo necessário para encher o tanque de um veículo a combustão.

O segredo está no uso de um material chamado "fósforo negro", que tem propriedades similares ao grafite. Quando átomos de grafite são interligados em uma camada com apenas um átomo de espessura, temos grafeno. Se o grafite for substituído pelo fósforo negro, temos um material chamado "fosforeno".

Via: Reuters

Carro elétrico Europa carros e tecnologia carros elétricos Carro elétrico união europeia carros veículos elétricos veículo elétrico
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.