Google usa realidade aumentada para comemorar 50 anos da Apollo 11

pouso na lua (NASA)
Compartilhe com seus seguidores

Experiência com o recurso permitirá ao usuário descobrir mais sobre a missão que levou o homem à Lua

O Google, em parceria com o Museu Nacional Smithsonian do Ar e do Espaço, promete transportar o usuário ao módulo de comando que levou Armstrong, Aldrin e Collins à Lua a partir desta quarta-feira (10).


Para isso, basta digitar ?Apollo 11? na Busca (em inglês) utilizando um aparelho compatível com a realidade aumentada (RA). Desta forma, será possível enxergar o módulo em 3D, aproximar a imagem e examinar todos os lados

A RA também permite ?transferir? o módulo para o ambiente real, para que você possa comparar com outros objetos e ter noção das dimensões reais da cápsula. Além disso, até o final do mês o Google vai acrescentar a oportunidade usuários usarem o traje especial de Neil Armstrong

via GIPHY

De acordo com o blog do Google Brasil, estão disponíveis 20 histórias visuais relacionadas à missão, diretamente na Busca do Google. Por exemplo, ao digitar ?Apollo 11? no seu dispositivo móvel, você deve ver histórias - com textos, fotos e vídeos - do Smithsonian sobre a missão, a espaçonave e as pessoas que tornaram isso possível. No entanto, a equipe do Olhar Digital testou o recurso e não obteve sucesso.

No Google Arts & Culture, você encontra mais itens - em inglês - sobre a missão. A partir do dia 15 de julho, o Google Earth vai oferecer novas experiências educativas aos usuários, também visando comemorar o aniversário do trabalho, como tours e testes.

Fonte: Blog do Google no Brasil

Nasa Realidade Aumentada estados unidos Lua missão espacial
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.