Compartilhe com seus seguidores

Teoria sobre a atmosfera de Júpiter é corrigida

Por cerca de 25 anos, astrônomos acreditaram que a quantidade de água presente na atmosfera de Júpiter era escassa, mais até do que na do Sol. Novas medições mostram que a suposição estava errada: o planeta tem três vezes mais água em sua atmosfera que o Sol.

Os resultados foram obtidos pela missão Juno, da Nasa. A estimativa é de que a água compõe cerca de 0,25% das moléculas na atmosfera de Júpiter.

Esse dado esclarece um enigma sobre a origem do planeta: hidrogênio e hélio são os elementos mais comuns em Júpiter, seguido por oxigênio. Os cientistas acreditam que esse elemento se formou pela evaporação do disco protoplanetário, um disco rotativo de gás e poeira que envolve uma estrela recém-formada.

Isso indica que o planeta deve ter água em sua atmosfera, nem que seja em pequenas quantidades.

Ciência espaço Júpiter
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.