Funcionário de shopping memorizava dados dos cartões de clientes

Clara Guimarães, editado por Rafael Rigues
Roubo de cartões de crédito (ANN / Reprodução)
Compartilhe com seus seguidores

Trabalhador japonês utilizava dados memorizados para realizar compras online e revender produtos

Um operador de caixa no Japão conseguiu informações dos cartões de crédito de mais de 1.300 clientes utilizando apenas sua memória. Yusuke Taniguchi trabalhava em um shopping na cidade de Kioto, quando começou a memorizar dados dos cartões de crédito dos clientes. O jovem de 34 anos utilizava as informações para comprar produtos online.


Com o número do cartão, data de validade e código de segurança, Taniguchi conseguia comprar mercadorias online e as vender em lojas de penhores para cobrir suas despesas de moradia, segundo a SoraNews24. O esquema parece algo que apenas um gênio com memória fotográfica poderia realizar, mas outras partes do crime, claramente, não foram bem planejadas.

A polícia conseguiu rastrear as compras ilícitas facilmente, já que as mercadorias eram enviadas diretamente para o apartamento de Taniguchi. Além disso, um caderno com anotações dos dados de cartões permitiu vincula-lo ao crime. Desse modo, a policia conseguiu prender o funcionário após uma compra online de bolsas no valor de mais de US$ 2.500.

O crime nos lembra que é preciso tomar cuidado com seus dados mesmo em compras físicas. Além de ficar atento às ações de quem manipula seu cartão, recursos de pagamento por aplicativo ou QR codes podem evitar a exposição de números confidenciais de seu cartão de crédito

Via: Gizmodo

Compras Crimes digitais compras online roubo de dados Crime crime cibernético cartão de crédito Dados proteção de dados
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.