Notebook Avell G1550 RTX Muv: desempenho nas alturas para jogos

Notebook Avell G1550 RTX Muv (René Ribeiro)
Compartilhe com seus seguidores

O "motor" desse portátil tem componentes que fazem jogos e quaisquer outros programas voarem. Acompanhe o review para conhecer os detalhes, os pontos fortes e fracos dessa máquina.

A Avell é uma fabricante nacional de notebooks de alto desempenho que está no mercado há 15 anos. Um histórico dela pode ser vista em um review de outro notebook que já escrevi para o Olhar Digital.


Hoje vou apresentar a análise que fiz do modelo G1550 RTX Muv. Sem dúvida nenhuma, a estrela desse notebook é a GPU (Graphic Processing Unit - processador gráfico,  em português) da Nvidia, a GeForce RTX 2060. Mesmo sendo uma GPU para notebooks, que consome menos energia, ela traz um desempenho excepcional em jogos.

Notebook Avell G1550 RTX Muv: a estrela desse portátil é a GPU Nvidia RTX 2016

Equipado com um processador Intel Core i7, 16 GB de RAM e um armazenamento em SSD, esse notebook voou alto nos testes. Acompanhe o review e conheça os detalhes desses componentes e do que esse notebook é capaz.

Notebook Avell G1550 RTX Muv: Especificações e desempenho

Como o foco desse portátil é oferecer alto desempenho e ótima experiência para jogos, vou começar pela cereja do bolo, que é a performance. O processador é um Intel Core i7-9750H (9ª geração), de 6 núcleos que trabalham a 2,6 GHz, mas que dependendo da demanda podem chegar a 4,5 GHz. Dentro dele ainda há uma GPU (processador gráfico) que ajuda a executar algumas aplicações onde a GPU Nvidia não atua.

O motivo disso é que uma GPU dedicada consome muita energia e, portanto, a maioria das aplicações são executadas pela CPU mais a GPU interna para economizar energia.

A memória RAM de 16 GB é do tipo DDR4 e trabalha a 1.333 MHz. Aqui o importante é saber que essa quantidade é mais do que o suficiente para o Windows 10 não ?engasgar? e também oferece um ?respiro? ótimo para os jogos e aplicações mais pesadas, como editores de imagens e de vídeos.

Por fim, a unidade SSD M.2 com interface SATA 3 oferece mais do que apenas 512 GB de capacidade. Por ser um tipo de armazenamento eletrônico, que usa chips em vez de um disco magnético, ele é extremamente rápido para carregar o Windows, quaisquer programas ou jogos. O Windows 10 home, que vem instalado, fica pronto para uso em 21 segundos, desde o momento em que pressiono o botão para ligar o notebook.

Para ter uma ideia, notebooks que usam HD magnético levam, em média, cerca de 1 minuto e 40 segundos para realizar o boot do Windows 10. Abaixo estão as especificações técnicas para quem quer saber detalhes desses componentes.

Por fim chegamos à GPU dedicada, a Nvidia RTX 2060. Ela é a responsável por tornar a experiência dos jogos a mais real possível e mais prazerosa no sentido do jogo fluir ?liso?, sem travadinhas irritantes. 

Ela tem nada menos do que 1.920 núcleos, tem mais de 10 bilhões de transistores e conta com 6 GB de memória DDR5 dedicada. Sim, os números estão corretos, não se espante. Os núcleos de um processador gráfico trabalham de forma diferente de uma CPU aritmética. Os 1.920 núcleos fazem um trabalho ?braçal? renderizando todos os vetores gráficos do jogo, portanto, todos executando uma tarefa conjunta para desenhar os movimentos na tela.

Para quem deseja informações técnicas em detalhes, a tela abaixo exibe as especifiações da RTX 2060 desse modelo do Avell. Porque daqui em diante vou mostrar os testes e descrever a experiência de uso desse notebook.

E depois de todos esses dados, do que o Avell G1550 RTX Muv é capaz?

Como é um notebook direcionado para games, iniciei os testes por esse tópico. Instalei jogos sofisticados em gráficos, que dão muito trabalho tanto para a CPU Intel quanto para a GPU Nvidia RTX 2060.

Comecei com o Battlefield V, que usa muita movimentação, fumaça, luzes, partículas, reflexos de água, sombras, texturas extras para a pele dos personagens, enfim, é muito realista. Somente computadores com placas de vídeo potentes conseguem executar esse jogo com todas as opções gráficas habilitadas.

E esse notebook foi fenomenal executando esse jogo. Conseguiu rodar o Battlefield V com todos os gráficos setados nas opções máximas e manter o FPS (frames por segundo) mínimo em 40 fps nos momentos com mais elementos e efeitos na tela.

Difícil foi parar de jogar, sem bajulações aqui. O fps máximo que atingi nos testes chegou a 86 fps. Não está mal para uma GPU feita para notebooks, geralmente dimensionadas com menor consumo de energia devido à dissipação de calor.

Battlefield V alcançou 86 fps (frames por segundo) no Avell G1550 RTX Muv

Vale citar que a GPU RTX 2060 traz um recurso novo, chamado Ray Tracing. É uma técnica que renderiza, em tempo real, objetos e ambientes com sombras, reflexos, refrações e iluminação global fisicamente precisos, mesmo com esses objetos em movimento. E Battlefield V é um dos jogos atuais que já utilizam esse recurso.

Isso foi possível notar facilmente nesse jogo, onde foi possível ver o inimigo pelo reflexo de uma janela, por exemplo.

Jogo "Wolfenstein II: the colossus" atingiu 126 fps com todas as configurações gráficas no máximo

Outro jogo foi o Wolfenstein II: the colossus. Também consegui jogar com todos os recursos gráficos no máximo e obter uma imersão muito realista, com sombras, reflexos, definição perfeita dos personagens e objetos (com a opção anti-aliasing no máximo) e outros efeitos, como fumaça e partículas de explosões. O fps mínimo aqui foi de 58 fps e o máximo chegou a 126 fps.

Velocidade do armazenamento SSD

Outro componente que ajuda muito a tornar esse notebook muito veloz é o uso de um SSD em vez de um HD tradicional. A taxa de transferência de arquivos ultrapassa os 500 MB/s tanto em gravação como em leitura de um arquivo grande. Em um HD essa média é 5 vezes menor para leitura e 6 vezes menor para gravação. 

Além disso, o tempo para acessar um arquivo em um SSD é milhares de vezes mais rápido que em um HD. Para quem quiser mais detalhes, executei um benchmark nesse SSD com o software CrystalMark, que testa desempenho de sistemas de armazenamento. Vejam o resultado:

Na prática, tudo isso significa que será muito rápido carregar qualquer programa nesse notebook. E softwares como Photoshop e Premiere (esse para edição de vídeos) que usam a GPU em vez da CPU, tem um desempenho maior ainda.

Portanto, se você busca por agilidade ao carregar programas, o próprio Windows e menor tempo de execução de tarefas, não tenho medo de dizer que vai ficar feliz com o desempenho desse notebook.

Todo esse poder do Avell G1550 RTX Muv tem consequências

Nem tudo são flores. Alto desempenho requer energia. E quando os jogos estão na ação máxima, com gráficos perfeitos rolando na tela, não existe mágica: o processador Core i7 fica em sua frequência máxima e a GPU não para de trabalhar um milissegundo sequer. E aí entram em ação as duas ventoinhas também rodando em velocidade máxima.

E aqui são duas consequências do alto desempenho: as ventoinhas fazem um barulho alto. Mesmo quem está a alguns metros de distância pode ouvir o barulho do vento sendo expelido pelas saídas de ar. O outro problema é o calor que é transferido para o gabinete.

Na parte onde os pulsos estão apoiados não é tanto e, por isso, não considero um ponto negativo. Mas na parte logo acima do teclado, onde ficam os botões de liga e desliga e de alteração de velocidade, é impossível manter o dedo por mais que alguns segundos.

Avell G1550 RTX Muv: design e acabamento

  • Dimensões: 35,9 cm (L) x 24,43 cm (P) x 1,99 cm (A)

  • Peso: 2 quilos

  • Cor: prata

  • Teclado mecânico (com iluminação RGB)

Há tempos que a Avell mantém o mesmo design em vários modelos de notebook. Tanto que é que se você vir os dois reviews anteriores (Avell G1750 e Avell G1550 Fox), não notará diferença no desenho do gabinete e mesmo no acabamento.

E é um ótimo gabinete. Com algumas partes em alumínio, mas a maioria em plástico, ele é leve. E suas  dimensões estão mais para um notebook comum do que um notebook gamer. Portanto, é fácil de transportar e sua fonte de alimentação também não é pesada.

Parte de baixo do G1550 RTX Muv. Aproveitando a retroiluminação do teclado na cor azul, é possível ver as duas ventoinhas (uma em cada extremidade) mencionadas no review.

Apesar do gabinete ter uma ótima circulação de ar, suas dimensões compactas não permitem uma refrigeração mais sofisticada, como heatpipes mais espessos e ventoinhas maiores. Por isso verificamos nos testes que as ventoinhas precisam ficar em máxima rotação e fazem muito barulho devido a suas pás e motor não serem projetados para girar em silêncio. 

As conexões do Avell G1550 RTX Muv

  • HDMI 2.0 com HDCP x 1

  • Mini DisplayPort 1.2 x 2

  • USB 2.0 x 1 

  • USB 3.1 Type A geração 2 x 2

  • USB 3.1 Type C geração 2 x 1

  • Conexão P2 para Headphone x 1

  • Conexão P2 para Microfone x 1

  • RJ-45 REDE 10/100/1000

O destaque aqui fica por conta de uma conexão USB tipo C, na qual é possível conectar HDs externos que já usam essa conexão. Além disso é possível inserir um hub na USB-C, expandindo a conexão para mais tipos de periféricos.

A tela do Avell G1550 RTX Muv

Esse notebook traz uma tela de 15.6 polegadas. A resolução é de 1920 x 1080 pixels (Full HD) e usa tecnologia LCD-IPS. Aqui não há surpresas. A Avell mantém essa tecnologia em seus notebooks.

O que vale dizer é a qualidade do painel LCD para jogos e vídeos, pois usa uma taxa de atualização de 144 Hz. Com isso, o traçado de uma imagem em movimento é mais precisa e não causa ?cortes? enquanto a imagem é atualizada. Além disso, a tela é anti-reflexiva, o que é ótimo para visualizar qualquer conteúdo com conforto.

O teclado e touchpad

O Avell G1550 RTX Muv usa um teclado mecânico. Ele tem vantagem sobre o teclado de membrana porque cada tecla usa seu próprio relé de contato. Portanto, se uma tecla falhar, basta substituir o relé dela. Já nos de membrana é necessário substituir a membrana inteira. A desvantagem é que o teclado mecânico é um tanto barulhento e também menos confortável para digitação longa.

Por meio do software Gaming Center é possível alterar as cores das teclas. A retroiluminação é RGB, portanto, são mais de 65 milhões de cores disponíveis. Basta passar o mouse sobre a paleta e escolher a tonalidade desejada.

Isso é útil para jogar porque é possível iluminar áreas do teclado com cores diferentes para cada tipo de ação do jogo. Logicamente, também é possível escolher apenas uma cor, apenas para digitar a noite, por exemplo. Enfim, a iluminação do teclado é uma ?perfumaria? divertida, mas que também tem uma função prática.

O touchpad funciona bem, como deveria. o destaque aqui fica por conta de poder desabiltar o tochpad com um toque duplo no canto superior esquerdo dele É útil durante um jogo, pois elimina-se o risco de toque acidental no touchpad.

Duração de bateria do Avell G1550 RTX Muv

Esse tópico é o calcanhar de Aquiles desse notebook. A capacidade da bateria é de 48 Wh (watts hora). Fiz um teste o mais real possível, sem usar benchmarks. Primeiro usei o notebook em um dia de trabalho comum: Tirei do carregador com 100% de carga e usei para digitar textos, ver algumas planilhas de cálculo, acessar e e-mails, navegar na internet via Wi-Fi e assisti alguns vídeos no Youtube. Também usei um editor de imagens simples, o Paint.net. O brilho da tela estava pela metade.

Esse notebook tem um botão que permite alterar o modo de uso em três opções: Office, Gaming e turbo. No modo Office, a frequência do processador é diminuída cerca de 25%. E usei esse modo para realizar o primeiro teste de bateria. Um uso leve, em nada exigente dessa super-máquina. Mas a bateria não passou de duas horas de uso. 

Realizando o mesmo teste, em outros dias, nas mesmas condições no modo turbo e no modo gaming, a bateria chegou a 1 hora e 40 minutos de uso.

Benchmarking do software CPU-Z mostra as diferenças de desempenho para o processador aritmético nos três modos de operação do Avell G1550 RTX Muv

É bom ressaltar que isso não é um mal gerenciamento da energia. O que dá para perceber é que o form factor do gabinete não tem espaço para uma bateria de maior capacidade, com mais células. Notebooks gamers costumam ser grandes para ter mais espaço para mais células de bateria. Como a Avell escolheu um gabinete compacto e como o hardware é muito potente, realmente fica difícil ter uma boa autonomia.

Notebook G1550 RTX Muv: conclusão

Sem dúvida nenhuma, se você quer uma máquina para rodar os jogos atuais e com uma experiência ótima, com gráficos na qualidade máxima, esse modelo é para você. É fato que a estrela desse notebook é o chip gráfico Nvidia RTX 2060. A versão RTX é a mais atual (até o momento de publicação desse review) e, portanto, oferece suporte a técnicas modernas como o Ray Tracing e DLSS. 

E claro, como ela é potente para jogos, também vai rodar qualquer software que você instalar. Além dos componentes formarem um motor rápido, o SSD de 512 GB alia boa capacidade com ótimo desempenho.

A tela oferece conforto e o fato de ser antirreflexiva ajuda muito em ambientes com bastante luz, pois não prejudica a visualização do conteúdo. O teclado mecânico é resistente e sua retroiluminação pode ser ajustada via software

Sobre o preço, a Avell customiza seus modelos de notebooks, portanto é possível alterar alguns componentes no momento da compra. Na configuração que testamos o G1550 RTX Muv custa R$ 9.799, até a data de publicação desse review. Como pontos negativos, temo as ventoinhas que fazem muito barulho quando o notebook está sendo exigido ao máximo e, a duração de bateria, que chega a duas horas, no máximo.

Mesmo assim, é preciso lembrar que um notebook para jogos, em geral, não privilegia a duração de bateria. Mas se o gabinete fosse maior, poderia haver uma bateria com mais células.

Pontos fortes:

  • Desempenho excepcional

  • Tela de alta frequência ótima para jogos e filmes

  • Dimensões compactas para um notebook gamer

Pontos fracos:

  • Ventoinhas fazem muito barulho quando o notebook opera na potência máxima

  • Duração da bateria é baixa


Notebooks Laptops review Jogos online Steam jogos avell gamer gamers notebook gamer EA Origin
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.