Bolsonaro vai usar Facebook para ouvir população sobre radares móveis

Jair Bolsonaro (Reprodução/Wikipedia)
Compartilhe com seus seguidores

\"Se você gosta de pagar multa, coloca lá que é a favor do radar móvel. Se é contrário, coloca o contrário\", disse

Quem está preocupado com as mudanças prometidas pelo governo federal na legislação de trânsito vai ter uma chance de participar das decisões: em transmissão ao vivo nesta quinta-feira (6) em suas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que fará uma enquete em sua página do Facebook nos próximos dias.


O objetivo é consultar a população sobre a continuidade do uso dos radares móveis. ?Se você gosta de pagar multa, coloca lá que é a favor do radar móvel. Se é contrário, coloca o contrário?, disse. Durante a transmissão, ele defendeu, ainda, o projeto de lei encaminhado à Câmara dos Deputados para alterar o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Participação de ministros

Três ministros estiveram presentes da transmissão: Tereza Cristina (Agricultura), Paulo Guedes (Economia) e Bento Albuquerque (Minas e Energia). O grupo está em visita oficial à Argentina e os ministros comentaram sobre ações que pretendem desenvolver em suas respectivas áreas em parceria com o país vizinho.

Guedes informou que existe um interesse em desenvolver políticas energéticas em conjunto e Albuquerque destacou os leilões de energia limpa que devem ser feitos para abastecer o Estado de Roraima (atualmente, a energia usada na localidade vem da Venezuela ou de geração termelétrica). Segundo ele, as novas fontes devem estar disponíveis em 2021.

Facebook Política enquete
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.