Carros elétricos e autônomos ainda desagradam consumidores, diz estudo

Carro elétrico (iStock-Olhar Digital)
Compartilhe com seus seguidores

Pesquisa realizada nos Estados Unidos revela ceticismo do consumidor com relação às novidades do mercado automobilístico

O mercado automobilístico está investindo bilhões nas áreas de direção autonôma e alimentação por energia elétrica, tecnologias do futuro que estão cada vez mais próximas de ganharem as ruas dos centros urbanos do mundo. Por outro lado, o consumidor parece não respondendo tanto às cifras do investimento, como aponta um estudo realizado pela J.D. Power/SurveyMonkey nos Estados Unidos.


O primeiro Índice de Confiança em Mobilidade da J.D. Power aponta um nível muito baixo em relação ao conforto dos usuários com veículos autônomos, marcando apenas 36 pontos de 100. Para veículos elétricos, a confiança dos consumidores é consideravelmente maior, com um total de 55 pontos.

Kristin Kolodge, diretora executiva da J.D. Power, acredita que o baixo nível de confiança foi impulsionado pela carência educativa sobre veículos autônomos e pelo fato de que eles podem não ser um desejo das pessoas: "a educação do consumidor será um passo crítico que não pode ser mudado pela indústria a curto prazo. E por indústria me refiro a todo o ecossistema de fabricantes, fornecedores, órgãos governamentais e reguladores, agências de seguros, mídia e muito mais".

O estudo, com recorte para o mercado norte-americano, revela que 66% dos consumidores têm pouco ou nenhum conhecimento sobre veículos autônomos. Além disso, há um sério ceticismo sobre a confiabilidade destes automóveis, especialmente quando se trata da segurança dos ocupantes. Cerca de 71% dos clientes se preocupam com falhas de tecnologia ou possíveis erros, enquanto que 57% desconfiam de potenciais invasores de veículos.

Com relação aos veículos elétricos, os clientes têm uma posição mais neutra. A maioria dos participantes da pesquisa reconheceu o efeito positivo dos VEs sobre o meio ambiente, de acordo com o estudo. No entanto, a conveniência pesou bastante, sendo o principal motivador para uma recepção negativa por parte do consumidor de veículos elétricos movidos à bateria.

Ainda segundo o Índice, especialistas do setor preveem que serão necessários pelo menos cinco anos até que os veículos elétricos atinjam uma participação de mercado global de 10%. Kolodge explica que resultados mostraram que, tanto os consumidores quanto os especialistas, estão adotando um nível de cautela quanto às soluções de mobilidade. "Sim, elas estão chegando, mas não necessariamente para amanhã", ponderou.

O estudo da J.D. Power e da SurveyMonkey entrevistou 5.749 consumidores sobre veículos autônomos e 5.270 a respeito de veículos elétricos, durante 24 de junho a 2 de julho deste ano. O sentimento do consumidor no estudo foi segmentado em três categorias: baixo (0-40), neutro (41-60) e positivo (61-100).

Fonte: Automotive News

Consumidor carros autônomos carros elétricos
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.