EUA investigam aquisições de Amazon, Google, Apple, Facebook e Microsoft

Gigantes da tecnologia (Foto: Fortune)
Compartilhe com seus seguidores

Objetivo da investigação é determinar se as grandes empresas exercem práticas anticompetitivas

A FTC - Comissão Federal do Comércio dos EUA - anunciou ontem (11) que vai investigar as aquisições feitas na última década pelas cinco gigantes da tecnologia: Apple, Microsoft, Facebook, Amazon e Alphabet (controladora do Google).


Serão analisadas as aquisições que não foram reportadas a autoridades de regulação entre 1 de janeiro de 2010 e 31 de dexembro de 2019, o que teoricamente não afeta as grandes transações, como as compras de Instagram e WhatsApp pelo Facebook. O principal objetivo do FTC é determinar se as grandes empresas exercem práticas anticompetitivas ao absorver concorrentes.

O movimento reforça também o momento difícil que os grandes nomes do ramo estão enfrentando, a investigação foi aprovada por unânimidade pelos cinco membros da comissão. Desde o ano passado, autoridades dos EUA estão analisando mais cuidadosamente as práticas dessas empresas

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook

As grandes empresas de tecnologia têm críticos importantes no cenário político e econômico do país, como os democratas Bernie Sanders e Elizabeth Warren, candidatos à presidência dos EUA.

Em comunicado, a Comissão Federal do Comércio dos EUA disse que "isso ajudará o FTC a aprofundar seu entendimento das atividades de aquisições de grandes companhias de tecnologia, incluindo como elas reportam suas transações para as agências federais de regulação antitruste, e se essas empresas estão fazendo aquisições potencialmente anticompetitivas de competidores em potencial que não são observadas pelos relatórios HSR".

Nos EUA, quando uma empresa faz uma aquisição grande, precisa submeter o negócio para aprovação pelo Departamento de Justiça e pelo FTC. Tradicionalmente, apenas as compras que superam o valor de US$ 90 milhões precisam passar pelo processo, o que significa que negociações menores ficam de fora do radar da agência. São justamente esses negócio, que envolvem valores menores, que serão analisados como potencial evidência de comportamento anticompetitivo.

 

Via: Estadão

 

Microsoft Google Apple Amazon Facebook
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.