Terra plana? Pesquisadores culpam YouTube por ascensão da teoria da conspiração

Beatriz Trevisan, editado por Lucas Carvalho
terra plana (Reprodução)
Compartilhe com seus seguidores

Pesquisadora da Universidade de Tecnologia do Texas entrevistou 30 terraplanistas sobre como passaram a acreditar na teoria. Apenas um deles disse não ter sido convencido por vídeos do YouTube

O YouTube ainda está repleto de informações infundadas e notícias falsas, apesar de tomar medidas para neutralizar materiais enganosos. Por esse motivo, mais uma vez a plataforma é alvo de polêmicas: pesquisas sugerem que o número crescente de terraplanistas (pessoas que acreditam que a Terra é plana) pode ser atribuído à grande quantidade de vídeos de teorias da conspiração hospedados no site.


A professora assistente de Comunicação Científica da Universidade de Tecnologia do Texas, Asheley Landrum, conversou com 30 terraplanistas para sua pesquisa sobre o tema. Com exceção de um, todos disseram que não consideravam a Terra plana até assistirem a vídeos sobre a hipótese no YouTube.

De acordo com ela, o único que não apontou o serviço como catalisador para a mudança de opinião disse ter sido convencido por familiares que acreditam na teoria ? e que eles, sim, foram convencidos por vídeos da plataforma.

Landrum diz, ainda, que a maioria dos materiais foi recomendada aos entrevistados depois que eles assistiram a conteúdo sobre outras conspirações, como explicações alternativas ao atentado terrorista de 11 de setembro nos EUA e falsas teorias sobre o pouso na Lua.

Conteúdos com fatos podem ajudar a combater a desinformação

A pesquisadora apresentou os resultados da pesquisa na reunião anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência (American Association for the Advancement of Science - AAAS), em Washington. Ela sugeriu como solução que cientistas e youtubers produzam conteúdo com fatos para combater a enorme quantidade de vídeos sobre teorias da conspiração. 

O especialista em inteligência artificial (IA), Guillaume Chaslot, explicou em um tweet que esses vídeos  tendem a ser mais promovidos pelo algoritmo do YouTube. Isso porque plataformas que usam IA normalmente determinam materiais de destaque a partir da atividade de pequenos grupos de usuários ativos. Por esses e outros problemas relacionados a fake news, o YouTube anunciou recentemente que vai mudar sua IA, em uma tentativa de melhorar a qualidade do conteúdo.

Youtube Inteligência Artificial vídeos
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.