Menu
Editorias

Review do XPS 13: notebook tem acabamento impecável e boa performance

Novo Dell XPS 13 (Alvaro Scola Neto)
Compartilhe com seus seguidores

Novo notebook da Dell pode ser a opção certa para quem procura uma máquina para trabalhar ou para entretenimento. Confira nossa análise!

A Dell é uma das marcas prediletas dos brasileiros quando o assunto é notebooks, já que a empresa conta com modelos diferentes para atender quase qualquer tipo de necessidade. Já neste ano, a Dell anunciou a chegada do novo XPS 13 no Brasil, um notebook extremamente fino e destinado para pessoas que querem uma máquina para trabalho ou entretenimento.


O Olhar Digital teve a chance de testar esse produto, que além de trazer um SSD do tipo NVMe em sua configuração, também conta com um processador Intel da décima geração. A seguir, confira a nossa análise para saber o que achamos do novo Dell XPS 13.

Design e acabamento

O Dell XPS 13 é um dos aparelhos mais elegantes da marca e o seu acabamento é realmente premium. Para começar, o corpo do notebook utiliza um tipo de alumínio que passa a impressão do produto ser bem resistente, além de não pegar marcas dedos ou riscos facilmente.

Independentemente de estar aberto ou fechado, algo que chama bastante a atenção no Dell XPS 13 é o fato de ele ser bem fino e quase não ocupar espaço, o que o deixa como uma ótima opção para quem precisa carregar o notebook de um lugar para o outro. Além disso, vale notar, o novo XPS 13 pesa apenas 1,2 Kg no modelo sem touch e 1,27 Kg no modelo com touchscreen (o avaliado por nós). Assim, ele é bem leve e pode ser carregado facilmente com uma mão só.

Já para ser assim fino, algumas decisões da marca podem não agradar todas as pessoas. Nas laterais do notebook, você encontrará apenas duas portas Thunderbolt 3, uma em cada lado, que servem praticamente para tudo, um leitor de cartões microSD e uma entrada para fones de ouvidos. No kit do produto, vale notar, a Dell inclui um adaptador do tipo USB C para USB 3.0 e, é claro, a fonte para carregá-lo.

Apesar da decisão de colocar poucas portas provavelmente ser para manter o notebook bem fino, o número limitado de conexões pode se tornar um problema no dia a dia. Por exemplo, ao usar o notebook com a fonte e ao ligá-lo na TV, você não terá nenhuma entrada disponível para conectar um pendrive ou HD externo, apenas o leitor de cartões microSD ficará livre.

Por fim, na questão do acabamento, na parte de baixo do notebook estão localizados os seus alto falantes e também a sua saída de ar. Apesar desta saída ficar em uma parte geralmente "tampada" por conta de sua mesa ou superfície, devo dizer que não senti o notebook ficar muito quente durante a sua utilização ou qualquer outro tipo de incômodo devido a sua localização.

Tela e som

Assim como já era um padrão visto nos outros notebooks da linha XPS, a Dell adotou uma borda bem fina para a tela do novo XPS 13. Apesar de ser fina, nela, ainda está presente uma webcam, que possui o suporte ao Windows Hello e que pode ser utilizada para destravar o computador por biometria facial.

O modelo testado pelo Olhar Digital foi o XPS 13 com a tela touch e resolução 4K. De forma geral, o notebook oferece cores bem vivas por padrão e tem um ótimo ângulo de visão, o que significa que mesmo ficando de lado ou de longe, você ainda consegue ver o que está na tela. O seu nível de definição e de densidade dos pixels também é outro ponto forte, que não deixa a imagem ruim nem ao usar o aparelho muito de perto. Outro ponto que me surpreendeu na tela foi o seu tempo de resposta para os comandos touch, que são identificados imediatamente e de forma bem precisa.

Já uma novidade em relação a proteções no novo XPS 13, é que a sua tela vem com a proteção do Gorilla Glass 6. Ou seja, o seu display está protegido contra trincos e arranhões, algo que achamos uma excelente adição para o produto.

Apesar de possuir um bom nível de brilho, para algumas situações eu senti falta de uma tecnologia anti-reflexo melhor, já que em ambientes mais abertos, o reflexo me atrapalhou um pouco. Esse problema foi principalmente notado na hora de assistir alguns filmes e séries. Já a tecnologia CinemaColor, honestamente, também não me surpreendeu na maioria dos modos, que pouco causavam algum impacto na qualidade das imagens ao ser ativada.

Os altos falantes do novo Dell XPS 13 conseguem reproduzir um som de boa qualidade e com um volume bem decente. Ao escutar músicas, entretanto, senti que os sons dos graves poderiam ser um pouco implementados, já que eles passam quase desapercebidos.

Teclado e touchpad

Diferente de seus antecessores, o novo Dell XPS 13 conta com um teclado "borda a borda (edge to edge)", que como o nome sugere, ocupa o corpo do notebook de uma ponta a outra. Não apenas isso, agora, o leitor de impressões digitais está bem mais discreto, pois ele foi integrado ao botão power. Felizmente, mesmo com a mudança, que consideramos positiva, o leitor ainda continua com um tempo de resposta excelente.

Assim como a maioria dos notebooks, o Dell XPS 13 conta com teclas do tipo chiclete e, também, com um backlight, que é discreto, mas eficiente para ajudar as pessoas a digitarem algo em um ambiente menos iluminado ou escuro. Aqui, pode ser uma questão pessoal, mas eu não gostei muito do feedback tátil das teclas do notebook, que pouco "afundam" em comparação a outros modelos e não me ajudavam muito a me localizar na hora de digitar sem olhar para o teclado. Não apenas isso, apesar de estar sendo fabricado no Brasil, o novo XPS 13 não conta com um teclado ABNT2, o que é um outro contra dele.

Já o touchpad é um dos grandes pontos positivos deste notebook, que me surpreendeu de forma positiva. Além de ter um tamanho confortável, ele reconheceu bem todos os comandos e apresentou uma boa velocidade para o Windows e para a resolução de sua tela. Assim, por exemplo, não foi necessário ficar "arrastando o dedo" diversas vezes para clicar em algum elemento da tela.

Desempenho e autonomia

Um dos quesitos em que o novo Dell XPS 13 mais surpreende acaba sendo no seu desempenho, que é excelente. Antes de entrarmos nos detalhes, primeiro, veja a sua ficha técnica:

  • Processador Intel Core i7-1065G7 (1.3 GHz até 3.9 GHz, cache de 8MB, quad-core, 10ª geração);
  • Placa de vídeo integrada Intel Iris Plus Graphics;
  • Memória RAM soldada de 16 GB, LPDDR4, 3733 MHz;
  • SSD de 1 TB PCIe NVMe M.2;
  • Placa de rede Killer 6 AX1650 (WiFi 2x2) + Bluetooth 5.1;
  • Bateria de 4 células e 52Whr (integrada).

De forma geral para o carregamento do sistema e a execução de programas, a performance do Dell XPS 13 impressiona e não para menos. O SSD do notebook tem 1TB de espaço, o que é o suficiente para muita gente trabalhar tranquilamente e, muito por conta dele, o sistema e os programas instalados neles se iniciam em poucos segundos. Não apenas isso, os 16 GB de memória RAM do aparelho são mais do que o suficiente para manter diversos programas abertos de forma simultânea sem qualquer engasgo.

Nos meus testes, é verdade, utilizei o notebook na maior parte do tempo para trabalho com uma suíte office, Spotify e navegadores diferentes abertos simultaneamente. Mas, também utilizei o mesmo para entretenimento assistindo a Netflix e até mesmo rodando alguns jogos mais leves. Para essa última questão, vale lembrar, o notebook da Dell é até capaz de rodar alguns títulos atuais, mas você terá que sacrificar algumas configurações gráficas e, principalmente, a sua resolução para obter uma taxa de quadros aceitável. 

Já para um teste um pouco mais técnico, nós também rodamos o programa Cinebench versão R20 neste notebook. Nele, a sua pontuação foi de 1.664, o que lhe deixa um pouco à frente dos notebooks com processadores Intel de gerações anteriores com o clock padrão. Você pode conferir uma captura de tela do resultado do teste logo abaixo.

Por fim, ainda em nossos testes, o notebook entregou uma autonomia de pouco mais de 10 horas de uso contínuo para as atividades mencionadas acima. Esse número, é verdade, acaba sendo menor do que o anunciado pela Dell, mas ainda é excelente para um computador portátil com esta potência e tamanho.

Preço e disponibilidade 

O novo Dell XPS 13 foi anunciado no Brasil no começo do mês de julho. O produto se encontra em pré-venda do 14 a 21 de julho no site com preços que vão a partir de R$ 8.999,00 de acordo com a configuração escolhida. O modelo avaliado por nós, por exemplo, custa R$ 11.499,00.

Conclusão

O novo XPS 13 é um notebook que impressiona pelo seu acabamento e performance, que realmente é excelente para um aparelho de seu tamanho. A autonomia de sua bateria, apesar de estar um pouco abaixo do anunciado, ao menos em nossos testes, também é boa e não deve desapontar quem precisa trabalhar com o computador longe da tomada.

Um dos grandes contras para mim e para muitas outras pessoas ainda fica por conta do teclado do novo XPS 13 não ser ABNT2. Não apenas isso, assim como explicamos na análise, o seu feedback tátil poderia ser melhor. Já o número de portas para conectar dispositivos também poderia ser um pouco mais generoso.

O preço do notebook, é verdade, também está um tanto alto, mas é inegável que ele é uma das melhores opções nas questões de desempenho e portabilidade do mercado em comparação a outros aparelhos.


Notebooks Laptops Notebooks compactos Dell review reviews
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.