Uber oferece viagens compartilhadas a R$ 5 como 'plano de emergência' para SP

Uber (Pxhere / Olhar Digital)
Compartilhe com seus seguidores

*[Atualizado às 14h com o posicionamento da Easy]


A Uber anunciou na noite da última quarta-feira, 21, que vai oferecer corridas compartilhadas por preço fixo em São Paulo até dezembro. A novidade faz parte de um "plano de emergência" da empresa para a capital paulista.

Na quarta, representantes da Prefeitura de São Paulo se reuniram com taxistas e empresas de aplicativos de transporte e carona para debater formas de contornar o trânsito na Marginal Pinheiros, parcialmente interditada após o cedimento de um viaduto na zona oeste.

Por isso, a partir de agora, todas as viagens de Uber Juntos - categoria em que até quatro passageiros dividem um mesmo carro, anteriormente conhecida como "Uber Pool" - custarão R$ 5 nos períodos de maior demanda dentro da capital paulista.

O preço fixo vale para os períodos da manhã (das 7h às 10h) e da tarde (das 17h às 20h), de segunda a sexta, até o início de dezembro, quando a Uber vai "avaliar os primeiros resultados da iniciativa e eventuais desdobramentos das obras para definir as próximas etapas do plano de emergência".

Apesar do preço fixo para passageiros, os motoristas continuarão ganhando o mesmo, com base no tempo e na distância das viagens. O plano de emergência, segundo a Uber, tem como objetivo "incentivar que mais pessoas deixem seus carros em casa" até que o trânsito seja liberado na Marginal.

Cabify, 99 e outras empresas se posicionam

O Olhar Digital procurou as outras empresas de transporte por aplicativo para saber o que mais foi acordado entre elas e a prefeitura de São Paulo após a reunião de quarta-feira e quais outras medidas podem ser tomadas na capital paulista.

A 99 disse, por meio de nota, que se comprometeu a "buscar alternativas para auxiliar os deslocamentos da população durante o período de interdição da pista expressa da Marginal Pinheiros" e que as empresas que participaram da reunião "solicitaram a criação de áreas para embarque e desembarque de passageiros".

Já a Cabify, por sua vez, disse que "estuda medidas para incentivar a utilização da plataforma na região da pista expressa da Marginal Pinheiros, em substituição ao uso do carro próprio, durante o período de interdição" e que está "dialogando com o secretário municipal de Mobilidade e Transportes, João Octaviano Machado Neto".

A BlaBlaCar, que oferece caronas para viagens intermunicipais e interestaduais, disse que "incentiva, mais do que nunca, a carona solidária para quem estiver planejando trajetos para fora de São Paulo nos próximos dias". Mas afirmou que não trabalha com voucher de desconto, por exemplo, ou qualquer sinalização especial.

E a Easy disse em nota que "estuda medidas para estimular a utilização da plataforma na região da pista expressa da Marginal Pinheiros, em substituição ao uso do carro próprio, durante o período de interdição". Representantes do aplicativo Waze disseram que não vão comentar o assunto.

transporte uber
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.