Vídeo: 'Cybertruck' da Tesla vence 'cabo de aço' contra uma F-150

cybertruck vs. f150 (reprodução YouTube)
Compartilhe com seus seguidores

Em seu Twitter, Musk divulgou o vídeo para mostrar a força do motor presente em sua picape futurista

Desde que Elon Musk divulgou que a Tesla começaria a trabalhar em uma picape "cyberpunk futurista, estilo Blade Runner", os entusiastas da marca ficaram ansiosos para ver quais tecnologias a empresa desenvolveu para o veículo.


Após o anúncio oficial na última quinta-feira (21), seu design dividiu opiniões. Porém, o que não se pode negar em relação à picape é que ela parece ser bastante resistente e poderosa. Para provar isso, Musk divulgou em sua conta no Twitter um vídeo em que mostra a força do "Cybertruck" ao puxar uma picape Ford modelo F-150.

A ideia é demonstrar a força desse veículo, que já conta com mais de 200 mil pedidos de pré-encomenda desde que foi anunciado. Com capacidade de 250 kW, a "Cybertruck" virá com tomada de voltagem dupla (110 V/ 220V) para carregamento. Além de ter disponível 14 mil Superchargers (pontos de carregamento para a bateria de veículos elétricos da Tesla).

Mesmo com um problema envolvendo o vidro do veículo durante a apresentação, as pessoas parecem estar dispostas a comprá-lo. Ele chegará ao mercado em três variantes: 250 milhas, 300 milhas e 500 milhas de autonomia.

O veículo, que custará a partir de U$S 39.900 (aproximadamente R$ 168 mil), não deve sair da linha de montagem até o final de 2021. Até lá, ainda há espaço para muitas melhorias por parte da Tesla.

Tesla elon musk picape cybertruck f-150
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.