Xiaomi está recrutando usuários para testar nova versão da MIUI

Clara Guimarães, editado por Rafael Rigues
Xiaomi loja (iStock)
Compartilhe com seus seguidores

Donos de um Pocophone F1, Mi 6, Redmi 6 ou Redmi 6A são qualificados para fazer parte do programa de teste

A Xiaomi disse que encerraria o programa beta da MIUI, a interface proprietária da empresa usada em seus celulares Android, até julho. O mês mal começou e a empresa já está mexendo pauzinhos para recrutar usuários dispostos a testar globalmente uma nova versão estável do do software.


Podem participar dos testes os donos dos aparelhos Pocophone F1, Mi 6, Redmi 6 e 6A. Algumas das regras e requisitos incluem um bom domínio do inglês, um bootloader desbloqueado, ter a versão estável mais recente da MIUI no telefone e familiaridade com o mensageiro QQ.

A Xiaomi pode ter decidido seguir esse caminho devido ao fato de que muitos usuários estavam conscientemente ou por meio de ações de revendedores terceiros usando versões beta diariamente. Assim, pelo menos a versão estável ficará disponível para todos globalmente.

No entanto, para garantir a segurança e funcionalidade a empresa precisa que alguns usuários testem o software sob condições do mundo real antes do lançamento, para que eventuais problemas possam ser descobertos e resolvidos. O programa funciona como uma espécie de feedback para a empresa.

Se você se considera qualificado e tem interesse em participar, pode clicar aqui para se inscrever. O recrutamento será fechado em 7 de julho. 

Fonte: Gizmodo China

Android xiaomi beta-tester redmi pocophone MIUI mi 6
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.