Compartilhe com seus seguidores

Cientistas pesquisam células-tronco para evitar envelhecimento

Pela primeira vez, cientistas conseguiram reprogramar células-tronco de uma mulher de 114 anos, considerada a doadora mais velha até hoje. O resultado foi obtido após a transformação das células de uma amostra sanguínea em células-tronco pluripotentes induzidas. Essas células têm habilidade de produzir diversas respostas biológicas distintas.

Evan Snyder, biólogo de células-tronco do Sanford Burnham Prebys Medical Discovery Institute, diz que, com o sucesso da pesquisa, essa é uma ferramenta valiosa para encontrar genes e outros fatores que retardam o processo de envelhecimento.

Medicina Pesquisa
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.