Menu
Editorias

Doença de dinossauro atinge humanos

Roseli Andrion
Compartilhe com seus seguidores

Fósseis da cauda de um hadrossaurídeo apresentam características de uma doença rara que até hoje aflige os humanos. É a histiocitose das células de Langerhans, que foi encontrada depois de um exame nos ossos do dinossauro.

A patologia é um tipo raro de câncer. Nele, as células do sistema imunológico se acumulam em excesso e formam tumores. Geralmente, a condição atinge crianças e causa dor e inchaço. Felizmente, a maioria dos pacientes se recupera.

Esta não é a primeira vez que a doença é diagnosticada em outros animais. Entretanto, nunca houve detecção em um fóssil antes. O animal viveu há pelo menos 66 milhões de anos na área em que hoje está o Canadá.

As causas da patologia ainda são motivo de debate. O objetivo do estudo é entendê-las e saber quais mecanismos evolutivos permitiram que a patologia se desenvolvesse e sobrevivesse.

câncer doença Humanos dinossauro
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.