Compartilhe com seus seguidores

Estímulo no cérebro pode acordar pacientes do coma

No ano passado, uma paciente intrigou médicos e cientistas ao acordar de um período de coma de 27 anos em um hospital nos Emirados Árabes. A mulher ficou inconsciente após ser vítima de um acidente de carro em 1991.

Embora não seja único, o caso é um episódio raro. Existem pouquíssimos relatos de pacientes que conseguiram retomar a consciência depois de tanto tempo em coma. A ciência investiga atividades cerebrais para entender como o corpo reage quando está nesse estado.

Pesquisadores da Universidade de Wisconsin-Madison identificaram em macacos uma pequena zona cerebral que, quando estimulada, contribui para que primatas inconscientes retomem os sentidos. Para investigá-la, os cientistas introduziram eletrodos no cérebro dos animais, monitoraram atividades simultâneas de várias partes do órgão e estimularam regiões específicas com choques elétricos.

Assim que os estímulos eram iniciados, os macacos reagiam quase imediatamente. Quando os choques elétricos eram interrompidos, entretanto, eles voltavam ao estado de inconsciência. Antes de testar o método em humanos, os pesquisadores planejam conduzir mais experimentos em macacos com o objetivo de prolongar o período de consciência e atribuir tarefas mais complexas aos animais.

Saúde Pesquisa cérebro coma doentes
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.