Funcionários da Huawei trabalharam para o exército chinês

Uma investigação recente revelou que a chinesa Huawei está contratando ativamente ex-funcionários do Estado chinês que foram incumbidos de espionagem industrial de empresas ocidentais. O estudo foi conduzido por Christopher Balding, professor associado da Fulbright University Vietnam, e pelo grupo de pesquisa conservador Henry Jackson Society, sediado em Londres. A investigação inspecionou currículos de funcionários da Huawei que vazaram on-line de bancos de dados não protegidos e de sites de empresas de recrutamento. Um dos documentos descreve que um funcionário da Huawei que também ocupou um cargo em uma universidade militar por meio da qual os estudantes eram empregados do Exército de Libertação Popular da China. O funcionário estava ligado às capacidades militares, cibernéticas e de guerra eletrônica dos militares chineses. A Huawei respondeu à investigação dizendo que não poderia verificar os currículos que foram vazados, portanto, não poderia confirmar a veracidade de todas as informações publicadas on-line.

China Huawei eua x china
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.