Harvard cria bermuda robótica

Pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, desenvolveram um exoesqueleto que ajuda os usuários a andar ou correr com menos esforço. Usado na cintura, o equipamento pesa cerca de 5 quilos e tem autonomia para aproximadamente 8 quilômetros de caminhada, antes de precisar ser recarregado. Ele detecta a movimentação do usuário e usa um sistema de cabos para aplicar força, complementando o movimento dos músculos. Com auxílio do aparelho o gasto de energia é reduzido em 9% nas caminhadas e 4% nas corridas. A invenção deverá auxiliar pessoas portadoras de deficiência ou com dificuldades de locomoção. A bermuda robótica já foi licenciada e deve ser lançada no mercado americano nos próximos meses.

Robótica Saúde Ciência Harvard
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.