Missão Marte: helicóptero está pronto para planeta vermelho

A NASA fez os últimos ajustes em seu novo equipamento de exploração, chamado de Mars Helicopter. Fazer qualquer coisa ganhar voo em Marte é muito mais complicado do que pode parecer. Os pesquisadores da NASA recriaram as condições marcianas em uma câmara de vácuo no laboratório de propulsão a jato, em Pasadena, na Califórrnia. A primeira dificuldade a ser vencida é a temperatura do planeta vermelho. O equipamento precisa suportar as temperaturas extremas do planeta - que ao longo do dia podem ser de 20 graus celsius positivos, mas à noite despencam para 90 graus negativos. Para fazer frente a tanto frio, a solução não foi procurar materiais resistentes ao frio. Em vez disso, desenvolveram um sistema de aquecimento, por meio do qual o veículo eleva a própria temperatura para permanecer funcionando durante a noite. Além da temperatura, outro obstáculo gigante é a atmosfera. Marte possui apenas 1% da densidade que temos na nossa atmosfera terrestre - ou seja, é bem mais complicado conseguir sustentação de voo por lá do que por aqui. Mas, graças a uma aerodinâmica especial, também esse obstáculo foi superado. Agora, começa a contagem regressiva. A missão Mars2020 está planejada para decolar da Florida em Julho do ano que vem. E, se tudo der certo, deve pousar no planeta vermelhor quase 7 meses depois, em fevereiro de 2021.

Nasa Marte missão espacial planeta
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.