Compartilhe com seus seguidores

Review do Motorola One Macro: performance razoável e câmera mediana

Novo aparelho da Motorola não acerta na performance e fotos ficam com um baixo nível de detalhes

A Motorola tem investido fortemente nos aparelhos de sua linha One, que procuram oferecer diferentes recursos para os consumidores da marca. O último celular dessa linha é o Motorola One Macro, que como o seu nome sugere, traz essa função aprimorada para a sua câmera no aparelho.

O Olhar Digital teve o acesso a uma das unidades desse aparelho para análise e lhe conta em detalhes o que achou dele. Confira!

Design e acabamento

O Motorola One Macro só está disponível na cor azul espacial, que acaba refletindo de leve a luz do seu ambiente. Já o seu peso gira em torno de 186 gramas enquanto o seu acabamento é de plástico, mas que aparenta ser resistente e pega marcas de dedo com extrema facilidade. Também é importante frisar que o novo aparelho da Motorola é resistente a líquidos, mas não conta com as certificações IP67 ou IP68.

Algo positivo a ser notado no corpo do aparelho é que as suas câmeras ficam bem rentes ao corpo com o leitor de impressões digitais posicionado logo ao seu lado. No geral, o aparelho é bem bonito e discreto, mas como mencionado, ele suja fácil.

Para a tela, a Motorola traz um display LCD de 6,2 polegadas com a resolução HD+ de 1520 por 720 pixels na proporção 19:9, tendo nele um pequeno notch em gota para a câmera frontal. Essa resolução é um pouco baixa para o padrão de smartphones intermediários atuais, mas apresenta uma imagem com cores vivas, apesar de decepcionar no nível de brilho, que é bem baixo.

Ainda no corpo do aparelho, a Motorola acerta em manter uma bem-vinda entrada P2 para fones de ouvidos e o deixa apenas com os clássicos botões Power e volume. Já para a conexão e recarga, o Motorola One Macro traz uma porta USB C.

Desempenho e sistema

Para a sua configuração a Motorola optou por colocar um processador Octa-Core Mediatek Helio P70, GPU Mali G72, 4 GB de memória RAM e 64 GB de espaço para armazenamento expansível com cartão micros. Com esse conjunto, o aparelho dá conta de rodar a maioria dos aplicativos da Google Play, mas foram vistas algumas lentidões e engasgos nas transições de tela do sistema e em algumas animações.

De forma surpreendente, o desempenho do aparelho para jogos acaba sendo melhor e ele é capaz de rodar alguns títulos mais leves como o Free Fire sem maiores problemas. Entretanto, jogos mais pesados do que esse mencionado já não se saem tão bem.

Já na questão de sistema, o Motorola One Macro, apesar de seu nome, não traz o Android One. Aqui, a versão do sistema é o Android 9 Pie, que vem com uma interface praticamente pura e quase sem aplicativos pré-instalados.

Uma crítica a ser feita ao Motorola One Macro também fica por conta de ele ainda adotar o padrão b/g/n, que na prática não lhe permite usar redes que estão na frequência 5GHz. Isso pode até não ser um empecilho para muitas pessoas, mas dependendo da qualidade de sua conexão ou do que realizará no aparelho, isso pode ser um obstáculo, sendo algo que não deveria fazer parte de um aparelho mais moderno.

Já para a autonomia, aqui a Motorola deixou o One Macro com uma bateria de 4.000 mAh e isso foi uma boa decisão. Utilizando o aparelho por aproximadamente uma semana, a carga dele acabava durando praticamente por um dia e meio, enquanto a sua recarga completa leva apenas uma hora e meia para ser realizada.

Câmera do aparelho

Para a sua linha One, a Motorola tem procurado investir em diferentes recursos para cada aparelho. O One Macro, por sua vez, vem com três câmeras traseiras sendo a sua lente principal de 13 megapixels e abertura f/2.0, a segunda dedicada ao macro de 2 megapixels e abertura f/2.2 e a terceira um sensor de profundidade, que também tem 2 megapixels e abertura f/2.2.

De forma geral, os resultados obtidos pela câmera do Motorola One Macro acabam variando bastante e não são muito satisfatórios. Ao ser utilizado em um ambiente iluminado, as cores saem bastantes vivas e até um pouco saturadas, mas ainda assim não alcançam um nível alto de detalhes. Já em cenários mais escuros, o processamento da imagem não era bom e ainda mais detalhes acabavam sendo perdidos.

Por sua vez, o modo ?Macro?, considerado o diferencial do aparelho realmente funcionou bem e conseguiu destacar os principais detalhes de objetos capturados de perto. Entretanto, mais um ponto negativo a ser notado no aparelho é a falta de outros modos, já que ele não traz um modo noturno ou outros recursos que foram vistos em aparelhos da marca lançados nesse ano.

Se o seu interesse é em vídeo, também é preciso saber que o Motorola One Macro faz gravações até em Full HD, ou seja, não é possível gravar em 4K. Já as suas selfies apresentam um bom resultado sem saturar cores e acertando no nível de contraste.

Preço e disponibilidade

O Motorola One Macro foi lançado no mês de outubro de 2019 e pode ser adquirido no site oficial da marca por R$1.230,00 à vista ou por R$1.400,00 parcelado.

Conclusão

O Motorola One Macro é um aparelho intermediário que acaba decepcionando em muitos aspectos. De forma geral, o seu desempenho é até razoável e seus engasgos em algumas transições podem até passar batidos, enquanto para rodar jogos, ele até se sai bem.

Já a sua câmera, infelizmente, também desaponta nos resultados e fica claro que havia espaço para melhorias nelas. Além disso, a falta de alguns modos extras disponíveis também é bem notada. Enquanto isso, o modo ?macro? realmente funciona bem, mas não é um diferencial que será usado a todo instante.

Smartphones Motorola review smartphone videoreview reviews motorola one macro
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.