Vídeo falso de Mark Zuckerberg não será retirado do ar

O feitiço contra o feiticeiro. No mês passado, um deepfake vídeo da líder do Partido Democrata, Nancy Pelosi, virou centro de discussões acaloradas nos Estados Unidos. Na peça, a deputada aparecia bêbada, disparando frases, no mínimo inconvenientes. O vídeo é falso, e foi criado usando técnicas de manipulação digital que fazem parte do que se costumou chamar de deepfake vídeos. Na época, o Facebook ? apesar de saber que o vídeo era falso ? se recusou a tirá-lo do ar, alegando que ele não violava os temos de uso da rede social. Agora, um vídeo de Mark Zuckerberg tem circulado no Instagram. Nele, o dono da empresa aparece dizendo que rouba dados dos usuários e que suas empresas, incluindo o Facebook e o próprio Instagram, fazem uso desses dados para ganhar dinheiro. A peça, evidentemente, é mais um deep fake. O que surpreendeu foi a resposta do Instagram. A rede social anunciou que, assim, como vídeo de Nancy Pelosi, o de Zuckerberg também não viola os termos de uso do site ? e que o material não vai ser retirado de circulação....
Facebook instagram video Mark Zuckerberg Deepfake
Curtiu esse conteúdo? Assine nossas newsletters e fique por dentro do que acontece em primeira mão!
Compartilhe com seus seguidores
Assine nossa newsletter!
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.